quinta-feira, 24 de abril de 2008

Minha moça linda das sardas,

Faz tempo que não escrevo carta, nem scrap, nem depoimento, nem e-mail, nem passo horas falando no msn ou no talk do gmail. E não foi uma vez só que você me chamou pra me perguntar coisas, pra me perguntar se ainda amo. Amo, um amor do tamanho do mundo, VanVan, e te penso todos os dias da minha vida. É que ando sem tempo, sem pensamento rápido pra digerir tudo o que preciso e fazer outras coisas. Sinto que meu tempo é outro. O ingresso pra escola de jornalismo esse ano foi coisa bacana demais na minha vida. Lembro da gente no jardim da dona sogra falando de sonhos e fazendo planos de estudar juntas, na UECE, Letras. Lembra? Nunca me esqueci. E hoje são tantos livros, tanto texto pra produzir e agora vivo me esbarrando nas minhas limitações. Já me achei burra, já pensei que minha área é o teatro mesmo - não por ser verdade única e limitadora , mas por poder permanecer na zona de conforto. O curso da UMESP é ótimo, super prático, bem direcionado para o mercado de trabalho mesmo, desde o 1º semestre. Mas sinto que fica meio capenga na parte teórica, por isso corro atrás de ler diariamente as referências, os livros que não são exigidos, mas que muitas vezes na conversa pós-aula os professores indicam. Penso em começar a preparar a partir do próximo semestre uma iniciação científica, sobre como os movimentos populares e/ou culturais se comunicam com o marxismo teórico. Tô apaixonada sim, envolvida. E isso é motor de mim, que tu bem sabe.

Sábado e domingo próximos tem Virada Cultural, sexta-feira vou no show da Rita Lee. Vou ser bem feliz. Talvez mude de casa em breve, e você nem Marcelo vão conhecer minha casinha com balanço no meio da sala. Nem Briza, que diz sempre que quer vir, mas nunca vem. E eu fico assim, com saudade de tudo, com saudade de todo mundo.

Tenho que ir lá fazer a prova de hoje, o conteúdo é de pequenas inutilidades.

Amor maior do mundo pra você,

Tatit

3 comentários:

Vanessa Campos disse...

Lindona, eu fiquei foi feliz com a carta, ó :) mas sim, sim, muito bom estar apaixonada pelo estudo. Eu sinto que precisava estudar um pouco mais na faculdade, aliás, um muito mais, esquecer que existe um mercado e entender o porquê de estudar auqilo tudo. Leia, leia muito, comunicação é uma coisa vibrante que vicia mesmo. E sim, eu ainda quero fazer Letras, mas por enquanto vou começar um MBA acolá na área de Marketing, tentar descobrir que bicho é esse e aplicar na empresa nova em folha que em breve sairá. Tu podia ser minha funcionária, nera? Olha aí, infinitas possibilidades. Um beijo muito, muito grande.

"(...)" disse...

Ai que saudade de vc! E nem te conheço! rs

Tatit disse...

já aceitei sua proposta de emprego, Van. :)